BlogTodos

Masculino Ausente

Tenho falado sobre a importância curar o feminino junto com o masculino, que não há cura do feminino sem masculino, pois essas duas polaridades coexistem juntas, ainda que estejam separadas internamente.
E hoje vou falar um pouco desse masculino, que tem estado tão sem espaço, numa sociedade de mulheres tão “Fortes”.
Você já se percebeu sem Foco, sem Força para viver sua vida, desanimado(a), cansado (a), sem propósito, sem sonhos?
Então eu te convido a olhar para seu masculino!
Como está essa linhagem dos homens, seu pai, o pai dele, e seu bisavô. E a linhagem masculina materna?
Quem não conhece sua história está fadado a repetir os mesmos padrões.
Então olhar para esses padrões que se repetem, dará a você a possibilidade de disponibilizar algo novo para sua vida e futuras gerações.
A ferida do masculino é tão grande quanto a do feminino, mas uma reverbera na outra e é isso que precisa ficar claro pois não há masculino sem feminino e feminino sem masculino.
Tenho observado homens ausentes e sem força dentro das famílias e principalmente na vida dos filhos homens, provavelmente esse homem (pai) também tem em sua linhagem, masculino ausente e está apenas repetindo esse padrão.
Essa ausência se mostra de várias formas, bebida, excesso de trabalho, vícios, morte e mesmo pai que fisicamente esteja presente, pode ainda assim não estar disponível emocional para os filhos e para se relacionar com a companheira. Homens que pela ausência de seu pai assumiram esse papel, ficando presos a sua família de origem. Existem muitas formas de estar ausente. E geralmente se trata de uma repetição, provavelmente esse homem teve seu pai ausente fisicamente ou emocionalmente também.
E como é para um homem com essa ferida da ausência física ou emocional de seu pai, receber um filho?
A chegada de um menino traz muita alegria, pois na alma sabe que é uma linda oportunidade de cura, mas também é um momento de grandes desafios, onde essa ferida é tocada, no pai com relação a sua linhagem masculina e na mãe despertando as feridas com masculino.
Geralmente são gerações vivenciando essa ferida do abandono.
Os filhos “geralmente” são criados pela mãe, coloco geralmente entre aspas, pois graças a Deus isso já vem mudando, vejo homens se tornando mais consciente, já bem engajados e envolvido com a criação dos filhos. Mas ainda isso é uma realidade muito pequena. E quando falo criado pela mães, falo por que há uma ausência desse masculino, e quando nasce um filho dependendo da profundidade da ferida desse homem, ele pode se tornar bem ausente da vida dessa mulher e filho, e ausência também pode ser num nível emocional, pode estar lá fisicamente mais completamente perdido e atordoado a nível emocional/psíquico. Até os 3 anos esse pai quando estar fortalecido em seu masculino é essencial para o filho e para mãe, pois ele dará todo suporte para que essa mãe possa nutrir esse filho nesse período ele começa a levar o filho para o mundo, e a presença do pai é essencial. Desde a concepção, a chegada, sim o parto, infância e por toda vida. E falando da criação de meninos essa presença do masculino, é essencial.
Mas o que muitas vezes acontece é que com a chegada dos filhos essa mulher vê-se sozinha, a ferida dela é ativada. Ela precisa desse masculino presente, forte e o que muitas vezes encontra?
Um menino, que ainda não cresceu e ainda é o filho da mamãe, mais nesse momento ela não quer mais um filho. Nesse momento que o filho nasce e a ferida é ativada, a mulher pode se tornar ainda mais “FORTE”, assumindo a casa, o filho, tudo. E excluindo mais uma vez esse masculino.
Mas está na hora dos homens reencontrarem o seu lugar, dentro de casa, como pai, filho, companheiro. Isso é um ganho para todos.
O momento é também para esse resgate do masculino, uma oportunidade de serem pais desse menino, que necessita tanto da presença do seu pai, e essa oportunidade se faz também com a chegada de um filho, pois é uma linda oportunidade que pai e filho nascem juntos. Então esse pai pode curar essa linhagem, encontrando seu papel no mundo, seu lugar de força e agora não mais como um menino mais sim como HOMEM.
As mulheres precisam desse masculino curado, para poderem relaxar em seu feminino.
Esse é um lindo momento que as duas polaridades homens e mulheres estão podendo realmente se olhar, e se encontrarem além de suas feridas.
Um encontro a partir do coração, de união, de apoio, maduro e consciente. Um encontro esperado por gerações.
E partir desse novo espaço, juntos!
Cada um no seu papel, podem encontrar seu lugar dentro das relações e no mundo.

Por: Nena Barros

2 comentários sobre “Masculino Ausente

    1. Boa tarde, Tânia.

      Sim, pode colocar.
      Desde que mantenha o conteúdo do post,
      Se tiver alguma dúvida estou a disposição.

      Atenciosamente
      Nena Barros

Deixe uma resposta para Tãnia Lúcia Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *